Concentrada em Hamamatsu, no Japão, seleção de judô faz ajustes finais para o Grand Slam de Osaka

Equipe brasileira treinou com judocas da academia de polícia de Shizuoka antes da disputa do último Grand Slam de 2019

A Seleção Brasileira de judô desembarcou no Japão no início desta semana para a fase final de preparação visando às disputas do Grand Slam de Osaka, que acontece no período de 22 a 24 de novembro. Como tem acontecido ao longo deste ciclo olímpico, a aclimatação dos judocas em terras japonesas foi na cidade de Hamamatsu, que será a base do Judô brasileiro nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano que vem.

"Agradecemos o empenho da cidade de Hamamatsu em deixar tudo preparado para a gente. Foi ótimo poder treinar nesse ambiente acolhedor", elogiou o peso leve Eduardo Katsuhiro Barbosa (73kg), que já morou em Hamamatsu quando criança.

Foto: Divulgação/CBJ

Além da estrutura de ginásio, hotel, transporte e alimentação adaptada, os japoneses contribuíram também diretamente no dojô, trazendo a equipe de judô da academia de polícia da Província de Shizuoka para fortalecer os treinos da seleção.

Após o treinamento de campo em Hamamatsu, os brasileiros seguirão para Osaka nesta quarta-feira (20) véspera do sorteio e do primeiro dia de pesagem do Grand Slam. As lutas começam na madrugada de quinta para sexta-feira, com Eric Takabatake (60kg), Renan Torres (60kg), Charles Chibana (66kg), Gabriela Chibana (48kg), Larissa Pimenta (52kg) e Sarah Menezes (52kg) no tatame.

A campeã olímpica de Londres 2012 é a maior medalhista do Brasil em Grand Slam no Japão, com quatro bronzes conquistados, todos no 48kg, e retorna às competições internacionais após passar por cirurgia no músculo peitoral esquerdo, em julho deste ano.

O segundo dia terá Maria Portela (70kg), Eduardo Katsuhiro (73kg), Victor Penalber (81kg) e o medalhista olímpico Leandro Guilheiro (81kg) no tatame da Maruzen Intec Arena.

Para fechar, o Brasil vai ao tatame na madrugada de sábado para domingo com Mayra Aguiar (78kg), Beatriz Souza (+78kg), Maria Suelen Altheman (+78kg), Rafael Macedo (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg) e Rafael Silva Baby (+100kg).

A Federação Internacional de Judô transmitirá as lutas ao vivo para o Brasil pelo portal live.ijf.org. Os horários de início serão informados no sorteio das chaves, na quinta. As finais serão a partir das 17h (horário local), 5h da manhã no horário de Brasília.

 

 


Fonte: Confederação Brasileira de Judô

Saúde & Bem Estar

More Articles

Tecnologia

More Articles